sexta-feira, agosto 25, 2006

Leveza


Leveza

Meus passos seguem
leves feito poeira

Minha mente segue
leve feito brisa

Meu coração bate
leve como algodão

Deixei os pesos da vida
na estrada já percorrida

O tempo me deu este momento
Posso caminhar sem julgamento

4 comentários:

Benvinda Palma disse...

Maria Angélica!

Lindos os teus passos! Serenos como as tuas palavras!

Obrigada pela honra de aqui estar contigo!

Bjs carinhosos!

Benvinda

Stella Salim (Strellinha) disse...

Olá, Tudo bom?
Vim conferir as atualizações de seu blogger, nada melhor do que vir deliciar-me de belas palavras!

Grande beijo!

ROSA disse...

Maria,quem tem a felicidade de ser sua amiga de infância ,percebe, que você, já nasceu pronta para enfrentar a vida.Esta Maria que conheço tão bem,é de uma grandeza, de uma sensibilidade de uma transparência como pouca gente consegue ser.Sua poesia "Leveza" dá vontade de caminhar ao seu lado sempre, aprendendo.Continue, nos passando sua tranquilidade, seus exemplos, suas verdades e sonhos.
parabens, um grande abraço.
Rosangela

Anônimo disse...

MARIA ANGÉLICA,que alegria imensa sinto ao ler os seus poemas.Emociona,arrepia,dá vontade de rir e chorar.Poesia quando arrepia foi lá no fundo da alma da gente.Obrigada por tanto encantamento.Abraços,Regina.